Então lhe disseram Zeres, sua mulher, e todos os seus amigos: Faça-se uma forca de cinqüenta côvados de altura,forca e amanhã dize ao rei que nela seja enforcado Mardoqueu; e então entra alegre com o rei ao banquete. E este conselho bem pareceu a Hamã, que mandou fazer a forca.

Ester 5:14

 

50 Côvados de altura, o equivalente a 22 metros de altura, levando em consideração o côvado a 44cm. Bem alta né?

 

É de certa forma atemorizante pensar que o diabo tem arquitetado várias “forcas” para nós, e nós sabemos disso, pois esse é o propósito do diabo (ver post abaixo “Uma igreja de propósitos).

Pois bem, imagine uma pessoa passando por uma praça e observar uma forca de 22 metros de altura com o nome dela embaixo, a bíblia não relata isso, mas creio que Mardoqueu sabia dos planos de Hamã contra sua vida (já que para todo povo judeu já estava declarado), talvez nosso primeiro pensamento fosse fugir, mas Mardoqueu ficou para lutar e interceder pelo seu povo, não por ser um homem de guerra, mas porque ele conhecia o Deus que servia, porque ele não se prostrou diante de Hamã, mas permaneceu temente ao Deus verdadeiro, pois somente a Ele devemos dar louvores e glória. Em sua atitude de temor ao Senhor ele sabia que o Senhor providenciaria o escape.

 

Aprendemos algumas lições aqui:

1º Não devemos subestimar o diabo, mas também não devemos temê-lo se estamos firmemente andando com Cristo;

2º O diabo vai tentar fazer que queiramos fugir e não lutar pelo nosso povo; (Desistir da nossa família, mas lembre-se da promessa de salvação).

3º Busque conhecer a Deus (Os 6:3), o conhecimento da causa gera uma fé inabalável.

 

Quando Hamã estava brindando triunfante a vitória, imagino Deus balançando a cabeça negativamente e dizendo: Calma Hamã, eu ainda não entrei na causa. Talvez você esteja vendo o diabo triunfar sobre sua situação, mas acalme-se, Deus vai entrar nessa causa a seu favor.

 

É impressionante como o inimigo tem feito com as pessoas hoje, antes de matar, ele sempre procura manifestar a vergonha das pessoas e roubar o que foi prometido, foi assim também com Mardoqueu, quando o rei Assuero lembrou-se de um homem (Deus jamais esquece daqueles que o servem, pois o trabalho não é em vão – “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.”  (I Coríntios 15:58)) que havia denunciado um plano para matá-lo, então procurou dar honras aquele homem, Hamã ao chegar ao Rei, o mesmo lhe disse:

“Que se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada?” (Ester 6:6-A)

 

No mesmo versículo Hamã enche seu coração de vanglórias e soberba:

 

“Então Hamã disse no seu coração: De quem se agradaria o rei para lhe fazer honra mais do que a mim? (Ester 6:6-B)”

 

Ele queria que essa honra fosse dada a ele, mal ele sabia que o homem que havia denunciado o plano contra o rei era Mardoqueu. E foi Mardoqueu honrado e o próprio Hamã foi responsável por fazer as honrarias para Mardoqueu, conduzindo-o pelas ruas dizendo: Assim se fará ao homem a quem o Rei deseja honrar. O inimigo pode até querer reter nossas bençãos, pode até querer nos envergonhar, mas:

 

 “Sejam confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida; voltem atrás e envergonhem-se os que contra mim tentam mal.”  (Salmos 35:4)

 

No versículo 12 do capítulo 6, mostra Hamã indo para casa envergonhado e com rosto coberto. Mas Hamã ainda enxergava a forca que estava preparada, só que havia uma surpresa preparada para Hamã, ele havia preparado a própria forca, pois após descobrir seus planos contra o povo judeu, o povo de Ester sua amada, o rei Assuero se enfureceu e ordernou que Hamã fosse enforcado em sua própria forca.

 

O segredo de Mardoqueu foi olhar para o alto, mas não para a forca, mas ele enxergou ALÉM DA FORCA, além de suas dificuldades, além de suas limitações, é assim que devemos caminhar, enxergando além de nossos problemas, perserverando e confiando somente no Senhor.

 

Mardoqueu, foi conforme o Senhor, e foi o segundo depois do rei Assuero.

Confie no Senhor, e nunca se esqueça, ALÉM DA FORCA está a cruz vazia de Jesus!

 

Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. Sl 37:5

 

Walter José de Oliveira

cruz