Jó 2:9-10

Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre. Porém ele lhe disse: Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios.

cachorro osso

Calma gente, não entenda literalmente o título de nossa mensagem, Deus tem o melhor para nós, também não estou falando em conformismo com alguma situação mais, digamos, ‘apertada’.

O que eu quero chamar a nossa atenção é a facilidade que temos de dar glórias a Deus nas alegrias, e negar a Ele quando estamos no aperto.

Negar??? É pesado né? Mas é mais pura verdade, dolorosa verdade, pois se questionamos a benignidade, misericórdia e graça de Deus, estamos negando a sua plenitude.

É passarmos por lutas e começamos o discurso digno de novela mexicana: Por que Deus comigo? Por que estou passando por isso? E blá, blá, blá.

Estou escrevendo não por estar acima disso, muito pelo contrário meus amados, Deus tem tratado diariamente comigo a respeito disso.

É fácil gritar, cantar, dançar, ‘plantar bananeira’ a Deus comendo o filé, mas quando estamos roendo o osso só se ouve o sussurro das murmurações.

Jó foi tocado em tudo o que tinha, mas a soberania de Deus no seu coração queimava como fogo e ele sabia que ali não era seu fim.

Eiiiiii… Não é o seu fim!!!

Paulo nos diz em II Coríntios 4:17

“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;”

Lembra daquela prova de física em plena segunda feira? E aquela de matemática que você perdeu a matéria? As provas não são feitas para reprovação, e sim aprendizado, e sim crescimento. As provações diárias também têm essa conotação de aprendizado, crescimento, mas temos que enxergar o bem com Deus, e as lutas também com Ele.

ELE É O SENHOR DE TUDO!!!

Lembram de Paulo e Silas na prisão? (At 16:25) Eles cantavam e oravam, não estavam em suas casas, não estavam em seus palácios, eles estavam na prisão, estavam cativos, estavam ‘roendo o osso’ e glorificando a Deus.

Mas eles sabiam do segredo que despedaça qualquer cativeiro: O nome Poderoso de Jesus.

Jó não morreu das enfermidades que foi acometido, pois foi, em tudo, restituído por Deus, ele morreu farto de dias. (ref 42:17)

Na história de Jó, o diabo saiu frustrado, vamos frustrá-lo também?

Como se fala muito hoje: Tá osso??? Se tá osso…

Dá um glória a Deus aí amado(a)… rsrs

Walter José de Oliveira